10 sugestões ao ar livre para estimular o brincar

canstockphoto1709890-pp
Que tal voltar a ser criança, se divertir e ainda ajudar seu filho a crescer com mais qualidade e afeto? Vem brincar! (Imagem: Canstock)

Adulto é trabalho, correria, responsabilidade, estresse e dias cinzas –  criança é brincadeira, paz, espontaneidade, leveza e cores. Dois mundos separados por travessão. Mas esses dois lados não são extremos. Eles podem conviver e se misturar muito bem, formando um universo rico em experiências, aventuras e desenvolvimento.

O elo para essa relação chama-se “brincadeiras”. Quando pais e filhos estão juntos nesta aventura, o resultado só pode ser positivo. “Brincar com as crianças é uma das melhores formas de exercer o papel de pai ou de mãe. É vital para o desenvolvimento e aprendizado das crianças. Por essa razão, os pais precisam conhecer a importância de oferecer a seus filhos oportunidades para brincar nas mais diferentes formas e locais”, destaca Marilena Flores Martins, assistente social, cofundadora da Associação Brasileira pelo Direito de Brincar e à Cultura (IPA Brasil).

Estimular a criança a brincar ao ar livre, de preferência junto com os pais, traz uma série de benefícios para o seu crescimento saudável. Entre as vantagens, estão ajudar na formação de vínculos afetivos positivos; transmitir à criança sentimento de afeto e segurança; ajudá-la a perceber o mundo; oferecer uma ampla oportunidade de experiências e aprendizado.

 “Desde que haja um bom vínculo afetivo entre pais e filhos e disposição dos mesmos para brincarem juntos, o estímulo para as brincadeiras em espaços externos surgirá naturalmente, uma vez que o melhor brinquedo para uma criança é um adulto disposto a brincar com ela. Principalmente nos primeiros anos de vida”, reforça Marilena.

“Escolha UMA BRINCADEIRA por FIM DE SEMANA para fazer com seus filhos, isso será importante para SAIR DA ROTINA e se DIVERTIR
muito em família.”
Sheila Leal

Longe do virtual

Tirar as crianças da tecnologia não é nada fácil, é verdade! Coloridos, dinâmicos e de retorno instantâneo, os eletrônicos acabam ganhando a atenção dos pequenos e dominando boa parte do seu dia. Muitas brincadeiras tradicionais da infância acabam se perdendo. Porém, essas brincadeiras ao ar livre são importantes e trazem muitos benefícios para as crianças, como afirma a psicopedagoga e fonoaudióloga, Sheila Leal: “Além de tirar as crianças da rotina, as brincadeiras ao ar livre também trabalham o desenvolvimento e promovem melhorias em vários pontos, como criatividade, agilidade, concentração, raciocínio lógico, socialização e estratégia”.

Ela destaca que a permanência dos pais é fundamental nessa hora. “A sua presença faz toda a diferença na vida da criança. Mesmo que você não tenha um espaço ao ar livre, crie uma conexão com seu filho dentro da própria casa”, orienta Sheila.

Segundo a especialista, os benefícios não se limitam somente às crianças. “Incorporar a brincadeira ao ar livre também reforça os laços entre a família”, explica Sheila, que complementa aconselhando que os pais aproveitem esse momento para desligar o celular e se dedicar realmente às crianças.

Pensando nisso, Sheila indica 10 brincadeiras superdivertidas que contribuem para o desenvolvimento infantil e deixam os pais mais próximos de seus filhos, relembrando os antigos jogos com as crianças.

1.   Ciranda

Para brincar, as crianças ficam em roda cantando e obedecendo aos comandos da música, ao final da canção uma criança entra na roda e deve dizer um verso, depois todos voltam a cantar a música até que todas entrem na roda. “Esta brincadeira, além de trabalhar a imaginação para escolher a frase, estimula as crianças a terem mais noção de espaço, além do equilíbrio.”

2.   Cabra-cega

Para brincar de cabra-cega, basta colocar uma venda nos olhos e encontrar as outras pessoas em uma sala. Segundo Sheila, essa brincadeira estimula os sentidos do olfato e principalmente a audição.

3.   Esconde-esconde

O esconde-esconde ajuda a trabalhar a coordenação motora e a agilidade, além de outros benefícios como pensamento estratégico.

4.   Amarelinha

Segundo a especialista, os benefícios da brincadeira já começam ao desenhar a amarelinha no chão. A brincadeira também ajuda muito a trabalhar o equilíbrio das crianças. “Também auxilia no fortalecimento dos músculos das pernas e ajuda na percepção de espaço.”

5.   Bolinha de gude

A brincadeira mais conhecida consiste em desenhar um círculo no chão onde os jogadores devem, com um impulso do polegar, jogar a bolinha, e os próximos precisam acertar a primeira. Se conseguirem retirá-la do círculo, elas se tornam suas. Vence aquele que ficar com mais bolinhas de gude. “Essa brincadeira ensina a criança a respeitar os amigos e a lidar com derrotas e vitórias” afirma Sheila.

6.   Pula corda

Para brincar, duas crianças devem bater a corda cantando, enquanto a outra pula. “A brincadeira é considerada um exercício físico completo, e também ajuda na coordenação motora, equilíbrio, velocidade e agilidade”, explica, sugerindo que os pais invistam muito nela.

7.   Bambolê

O objetivo da brincadeira é dar o maior número de voltas ao redor do corpo. “Com diversão, as crianças trabalham fatores como agilidade e ritmo, além de ajudar na prática de exercícios físicos e ensinar as crianças a controlarem seu corpo.”

8.   Bolinha de sabão

É uma brincadeira simples e mágica que estimula a criatividade da criança e ajuda também em habilidades motoras. “A reação dos pequenos é correr atrás da bolha para estourá-la, então podemos considerar como uma brincadeira simples, que você pode fazer em casa com água e sabão”.

9.   Siga o mestre

A brincadeira é basicamente escolher uma pessoa que será o mestre e as outras terão que imitar todos os movimentos que ela faz. “Essa brincadeira é importante para estimular a liderança e imaginação nos pequenos” explica Sheila. Ela completa que as crianças ficam mais confiantes, trabalhando a capacidade de criatividade e fazendo movimentos diferentes.

10. Caça ao tesouro

Para brincar, basta esconder um prêmio em algum lugar e dar dicas para as crianças encontrarem o tesouro. Conforme conta a especialista, essa brincadeira ajuda em muitos aspectos. “Estimula a agilidade, atenção, concentração, raciocínio lógico, cooperação e estratégia. São muitos os estímulos trabalhados com essa brincadeira”, completa, lembrando que as crianças costumam gostar muito desta opção.

Efeitos positivos de brincar na natureza:

Liberdade
Criatividade
Desenvolvimento físico (ossos e tendões)
Estímulo sensorial
Habilidade motora
Imaginação
Capacidade de observação
Interações sociais
Relaxamento ao estresse

Por Rose Araujo
Nossas fontes
Marilena Flores Martins, assistente social, consultora na área do brincar e do desenvolvimento social e cofundadora da Associação Brasileira pelo Direito de Brincar e à Cultura (IPA Brasil)
Sheila Leal, psicopedagoga e fonoaudióloga, criadora do projeto Filhos Brilhantes

 

1498570779_BannerEscolasDoBemExposicaoDragoes810x400