Sete dicas para uma convivência harmoniosa entre cães e crianças

happy-girl-hugging-the-dog-with-her-mother_1098-2608
Imagem: Freepik.

Diversas pesquisas pelo mundo já provaram os benefícios em ter um animal de estimação, principalmente nos primeiros estágios da vida de uma criança. Segundo a Agência de Pesquisa e Assistência Médica do Governo dos Estados Unidos, conviver com um animal de estimação auxilia no desenvolvimento social e na melhora da auto-estima das crianças, além de ensiná-las a ter responsabilidade, empatia e respeitar os outros à sua volta.

Para ajudar os pais nesse processo, preparamos uma lista com dicas importantes para evitar mordidas, prevenir tombos, arranhões e ensinar como cães e crianças devem se comportar um com o outro.

 

1) Por mais bem comportadas que sejam, crianças são crianças. E é certo que em algum momento terão aquela grande ideia de demonstrar seu carinho apertando o pescoço do cão ou puxando seus pelos. É importante deixar claro para seu filho que ele não deve brincar dessa forma.

2) Ensine as crianças a não incomodar o cachorro enquanto ele estiver comendo ou dormindo. Nessas situações, o animal pode se sentir ameaçado por ter seu espaço invadido.

3) Socialize o cachorro, seja ele adulto ou filhote. Deixe o cão se acostumar com o ambiente e só depois aproxime a criança dele.

4) Quando o animal se comportar bem, recompense-o com elogios e petiscos. Repreenda-o caso ele comece a correr e fazer brincadeiras agressivas como morder ou pular na criança.

5) Na hora de repreender, coloque moedas dentro de uma lata de modo que faça barulho quando chacoalhar. No momento que o seu cão demonstrar um comportamento inoportuno, dê uma boa bronca dizendo enfaticamente a palavra “não” e no mesmo momento mexa a lata fazendo bastante barulho. Isso irá inibir os maus hábitos.

6) Inclua o cão na rotina da casa e principalmente nas brincadeiras cotidianas. Isso tornará a convivência mais prazerosa e reforçará o vínculo entre ele e seu filho.

7) Mesmo vigiando atentamente para que o cãozinho não pule nas crianças, em algum momento isso pode acontecer. Portanto, mantenha sempre em dia o corte das unhas do animal.

 

BANNER ESCOLAS DO BEM - APP