Como preparar uma lancheira do bem

78394778-768x384
Foto: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

 

Nesta matéria, divulgada pela Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, saiba como preparar uma lancheira do bem, com opções saudáveis de lanches para as crianças. 

 

Para começar, é importante saber que higienizar a lancheira tem de ser uma prática constante. Não dá para fazer todo o dia? Então que seja dia sim, dia não. Mas é essencial lavá-la com detergente e água sanitária, obviamente enxaguando-a muito bem para não deixar resquícios dos produtos de limpeza. Manter a lancheira limpa evita a proliferação de bactérias e fungos nos recipientes.

 

Uma dica é organizar o cardápio semanalmente para evitar corre-corre. Não pode faltar no lanchinho da meninada: sanduíches (com queijo, cenoura ralada, alface ou outra verdura, tomate, requeijão, presunto magro ou peito de peru, vez ou outra – se o pão for integral, melhor ainda); sucos naturais ou água de coco (sem adição de açúcar); frutas picadas (manga, melancia, melão, dentre outras), castanhas de caju e do Pará (sem sal), se possível.

 

O que não pode ter na lancheira: bolachas recheadas, sucos de caixinha, salgadinhos de pacotinho e só aquilo que a criança gosta. Ela precisa aprender a comer de tudo e, para isso, tem de ter contato com outras opções.

 

Por que todo esse cuidado? Porque os produtos prontos, industrializados, bem mais fáceis de colocar na lancheira, são os mais prejudiciais à saúde. Eles contêm muito sódio e componentes químicos que afetam o bem-estar da criança se consumidos sempre.

 

A desnutrição, a diabetes, a pressão alta e a obesidade infantil são problemas contemporâneos da infância brasileira e temos de atuar para mudar essa realidade. É preciso conscientização dos adultos para que meninos e meninas tenham acesso a uma boa alimentação e ao direito de crescerem com saúde. Responsabilidade da família, da escola, de todos nós.

 

Fonte: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

9722_01_A_810x400px_Banner-Mobile_Escolas-do-bem_Nutrifam