Como os animais ajudam as crianças a enfrentar a dor da perda

boy-with-a-dog-1309619.jpg
Imagem: Freepik.

Aprender a lidar com sentimentos, sejam eles bons, ou ruins, é natural do ser humano. Desde cedo, crianças são estimuladas a enfrentar seus medos e dificuldades, porém mesmo sabendo que a morte é a única certeza da vida, ninguém é preparado para lidar com ela, até que a mesma aconteça.

 

A solução para um conflito que parece ser impossível de se explicar aos pequenos, pode estar dentro de casa: o animal de estimação.

 

A pesquisa científica sobre os efeitos terapêuticos da relação entre seres humanos e animais de estimação começou nos Estados Unidos em meados da década de 60. Após anos de observação, os benefícios dessa integração ficam cada vez mais claros.

 

O Grupo de Estudos sobre a Interação Humano e Animal (GE-INTERHA), é um dos responsáveis no Brasil, por fomentar pesquisas sobre a importância dos bichinhos para a qualidade de vida das pessoas.

 

A convivência com os animais, segundo pesquisadores, promove a sensação de felicidade e bem-estar e ajuda a desenvolver melhoras sociais, emocionais, físicas e cognitivas, prevenindo em casos como a morte de um familiar, que crianças e adultos desenvolvam doenças como síndrome do pânico e depressão.

 

BANNER ESCOLAS DO BEM - APP