Conheça os benefícios do leite e seus derivados

cute-girl-drinking-milk-in-kitchen_1170-2629
Foto: Freepik.

As proteínas exercem um papel fundamental para assegurar a saúde e bem estar das crianças com inúmeras funções. As principais incluem a construção e reparação de tecidos do corpo. Também servem de fonte de energia para o dia a dia das crianças e ajudam na formação de anticorpos para combater infecções, sendo um dos principais pontos nessa faixa etária.

Fonte de cálcio

O leite é o alimento com maior concentração de cálcio, mineral que age diretamente na formação da massa óssea. E cerca de 70% dela é formada até a adolescência. Por isso, ele se torna um alimento fundamental durante a infância. Também é fonte de minerais, como potássio (importante para o equilíbrio dos fluidos corporais e as contrações musculares), o fósforo (essencial para a formação óssea e o fornecimento de energia para as células) e o magnésio (que auxilia na absorção das proteínas e em outros processos no organismo da criança).

O leite também é fonte de vitamina A, que aumenta a imunidade, combate doenças de pele e melhora a visão; vitamina B1, que ajuda no funcionamento cerebral e cardíaco; vitamina B2, que protege contra a anemia e outras vitaminas do complexo B, que ajudam no crescimento e no ajuste do sistema imunológico.

 

Iogurtes e queijos

Os iogurtes, além de conservarem as características nutricionais do leite, também contam com a presença de probióticos. A maior popularidade do iogurte está no fato de ser fácil de tomar, pode apresentar um sabor mais agradável, apresenta aspectos nutritivos e benefícios à saúde numa boa medida, além de contribuir para o consumo de proteínas. Também é rico em cálcio, fósforo, potássio, zinco; além de conter algumas vitaminas do complexo B. O iogurte integral contém ainda boas quantidades de vitamina A. Muitos, hoje em dia, são enriquecidos com mais cálcio e vitamina D.

Os queijos também são alimentos fundamentais para uma vida saudável, fonte dos nutrientes encontrados no leite.  Porém, tanto para iogurtes como para queijos é necessário ter muito cuidado nas escolhas. No caso dos iogurtes, opte por aqueles com menos ou sem açúcar adicionado, com menor número de conservantes, aromatizantes e outros ingredientes industrializados. Já para os queijos, opte  por aqueles com menor teor de gorduras e sódio.

Intolerância à lactose

Também conhecida como deficiência de lactase, é a incapacidade que o corpo tem de digerir lactose – um tipo de açúcar encontrado no leite e em outros produtos lácteos. Para as crianças que apresentam essa patologia, você pode optar por produtos sem lactose, ou ainda, você pode adicionar enzimas lactase ao leite normal ou tomá-las em forma de cápsulas e comprimidos mastigáveis. Converse com o pediatra sobre isso. Já para as crianças que apresentam alergia à proteína do leite, já diagnosticada, (alergia a proteína do leite e intolerância à lactose são patologias diferentes) é importante a exclusão de leite e derivados com a supervisão de um médico nutrólogo, pediatra ou nutricionista.

 

Fonte: Dra. Patricia Canineu, médica nutróloga da ENVIVA Consultoria em Saúde e Nutrição.

9722_01_A_810x400px_Banner-Mobile_Escolas-do-bem_Nutrifam