Consumo de álcool durante a amamentação interfere na produção de leite

n-WOMAN-BEER-628x314
Foto: Gatty Images.

Durante os nove meses de gestação, os cuidados com a saúde são redobrados, em especial com a alimentação – afinal, enquanto alguns alimentos devem ser incluídos, outros devem ser evitados. Após o parto, durante a fase de amamentação, a atenção a esses hábitos deve continuar. A ingestão de álcool nesse período, por exemplo, dependendo da quantidade pode prejudicar a amamentação. “O nível de álcool no sangue e no leite permanecem alterados entre duas a 12 horas após a ingestão de bebida alcoólica. O tempo da metabolização dependerá da quantidade ingerida e do organismo de cada mãe”, explica a ginecologista e obstetra Erica Mantelli. Segundo pesquisas recentes, o álcool interfere nos hormônios prolactina e ocitocina, responsáveis pela produção de leite. “Se a ingestão for de apenas uma dose, a mulher pode amamentar após duas horas. No caso de uma dose maior, a recomendação é pular a mamada, pois o leite pode conter a substância”, indica Erica. Uma dica é, quando for consumir álcool, tirar o leite antes e congelar, ou amamentar antes da ingestão da bebida.

 

Fonte: Erica Mantelli, ginecologista e obstetra.