Seis dicas para os pais estimularem o hábito da leitura nas crianças

 

canstockphoto20202347.jpg
Foto: Canstock.

Ensinar os filhos desde cedo a gostar de ler é uma das heranças mais encantadoras e úteis que os pais podem passar.  São muitos os benefícios da leitura. A criança se torna mais concentrada, independente, com raciocínio mais rápido. Seu repertório é ampliado, tanto do ponto de vista do conhecimento de mundo quanto de vocabulário. Sua bagagem cultural é enriquecida, sem falar que a leitura é uma atividade essencial para que a criança evolua, também, em sua própria escrita.

Quando se desenvolve o hábito da leitura na primeira infância (até os 6 anos), a tendência é que a paixão pelos livros aumente ao longo do tempo. “É na primeira infância que importantes habilidades são assimiladas, interesses são solidificados”, explica a doutora em linguística Érika de Moraes.

De acordo com ela, em um mundo tão cheio de estímulos audiovisuais como o de hoje, cabe aos pais a missão de despertar na criança o interesse pelos livros. “Os estímulos multimidiáticos podem dificultar o interesse pela leitura mais atenta, concentrada. Aos pais cabe esse desafio de ajudar os filhos a encontrar um ponto de equilíbrio entre os diversos interesses, sem deixar de lado este hábito tão importante que é a leitura.”

 

Para a criança gostar der ler…

– Dê o exemplo. Filhos de pais que leem costumam ter um interesse espontâneo e genuíno pela leitura.

– Incentive os pequenos a escolher seus livros. Mostre opções agradáveis para ele e coloque livros sempre à disposição pela casa, em estantes que fiquem ao alcance das mãos.

– Proporcione à criança um ambiente adequado à leitura, que permita a ela um momento agradável de silêncio para que possa se dedicar a esse prazer.

– Se há irmãos de diferentes idades, reserve espaços e momentos para que cada um possa vivenciar essa experiência individualmente.

– Leia um livro para a criança sem mostrar as ilustrações. Assim, ela desenvolve a criatividade e começa a criar os cenários na mente.

– Não pare de ler para seu filho quando ele começar a ler sozinho. Esse sempre vai ser um momento especial para vocês, o que vai deixá-lo mais motivado por absorver a leitura.

Fonte: Érika de Moraes – Doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp; docente da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp, Campus de Bauru