Dicas para evitar quedas das crianças

Criança saudável gosta mesmo é de correr, pular, brincar. Nestas aventuras, sobram quedas e escorregões, pequenos acidentes que muitas vezes são relevados pelos pais por gerarem apenas arranhões ou hematomas. Afinal, cair faz parte do desenvolvimento motor dos baixinhos! No entanto, em alguns casos, o susto é bem maior.

De acordo com informações da Organização Não-Governamental (ONG) Criança Segura, os acidentes ou lesões não-intencionais representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. São cerca de 5 mil óbitos e aproximadamente 137 mil hospitalizações por ano. Os números assustam, não é mesmo?

E como prevenir é melhor que remediar, separamos algumas dicas muito importantes para livrar seu pequeno dessas estatísticas desastrosas:

1- Sacadas, mezaninos e janelas devem ter redes de proteção – e isso não vale apenas para quem mora em apartamento, não! Serve para quem vive em sobrados também.

2- Se sua casa tem escadas, é importante isolá-la das crianças. Coloque portões de segurança no topo e no pé desses acessos. Caso a escada seja aberta, instale redes ao longo dela.

3- Crianças com menos de 6 anos não devem dormir em camas do tipo beliche. Se não tiver escolha, coloque grades de proteção nas laterais.

4- Mantenha camas, armários e outros móveis longe das janelas, pois podem facilitar que crianças os escalem e se debrucem. Além disso, verifique se os móveis e o tanque da lavanderia estão estáveis e fixos.

5- Casa cheia de tapetes é propícia para quedas. Dê preferência àqueles que são antiderrapantes.

6- Crianças devem ser sempre observadas quando estiverem brincando nos parquinhos. O risco de lesão é quatro vezes maior se a criança cair de um brinquedo com altura superior a 1,5 metro. Verifique se os brinquedos estão em boas condições e se são adequados à idade da criança.

7- Conheça o local onde as crianças brincam. Procure parques com equipamentos apropriados para a idade delas e verifique se há ferrugem, pedaços quebrados ou soltos ou com pontas e lascas. Denuncie qualquer problema à escola ou ao órgão responsável.

8- O parquinho dever ser instalado em piso que absorva impacto, como um gramado, um piso emborrachado ou areia fina. Jamais deve ser instalado em piso de concreto ou pedra.

9- Ensine para o seu filho regras de comportamento nos parquinhos, como não empurrar, não dar encontrões e nem se amontoar. Mostre quais são os equipamentos apropriados para a faixa etária dele.

10- Garanta que a criança, ao andar de bicicleta, patins ou skate, sempre utilize roupas adequadas e proteção apropriada, como capacete, joelheiras e cotoveleiras. E que pratique essas atividades em locais próprios e seguros.

Fontes: Ong Criança Segura.
Livro “Crianças e Adolescentes Seguros”, Sociedade Brasileira de Pediatria, Renata Dejtiar Waksman, Regina Maria Catucci Gikas e Wilson Maciel, Publifolha.

 

rota uniformes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s