Dicas para seguir uma alimentação saudável na primavera

Estação das flores, a primavera é a época do ano em que as pessoas intensificam o cuidado com o corpo, saem mais às ruas, usam roupas mais leves e coloridas e estão mais dispostas ao lazer. O período ainda dita novas adaptações às refeições. Os pratos quentes dão espaço para outros mais refrescantes e leves, o que deve ser mantido também durante o verão.

No Brasil, a primavera também representa uma maior oferta de frutas, legumes e verduras. Portanto, é possível usar estes ingredientes para garantir uma dieta mais equilibrada e saudável. “Aproveite a época de vegetais como couve, escarola, rúcula, agrião, espinafre, cenoura e beterraba; e de frutas como abacaxi, banana, maracujá, mexerica, melancia, manga, jabuticaba, melão e caju”, exemplifica a nutricionista Cyntia Maureen.

De acordo com a especialista, para aproveitar ainda mais o valor nutricional dos alimentos citados, o ideal é consumi-los crus. “Porém, se você preferir cozinhá-los, a melhor alternativa é o método a vapor. Outra ideia é usar os legumes, verduras e frutas em tortas, bolos, omeletes e quiches. Não se esqueça de usar as cascas, sementes e talos que são ricos em vitaminas e nutrientes”, orienta. Sobre os pães e massas, a dica da nutricionista é dar prioridade para as versões integrais.

Hidratação e prática de atividades físicas

Nesta época do ano, as temperaturas começam a subir e é importante, também, reforçar a hidratação, para que o organismo não sofra com a perda de minerais. “A reposição adequada de nutrientes deve ser feita por meio da alimentação e ingestão contínua de líquidos. Abuse da água, exclua o refrigerante e consuma sucos naturais com moderação. Caso não tenha tempo para preparar os sucos, opte pelas versões integrais, que são isentas de açúcar.” Cyntia também destaca que é necessário aproveitar as temperaturas mais agráveis para colocar a prática de atividades físicas em dia. “Para quem não possui muita familiaridade com esportes ou com a academia, a caminhada é sempre uma alternativa”, orienta.

O que evitar

Ao escolher os alimentos, a nutricionista lembra que os ricos em gorduras e as frituras precisam ser evitados. O alto teor calórico de tais itens dificulta a digestão, fato que, aliado ao aumento das temperaturas, pode causar desconforto e mal-estar. “Por possuírem efeito diurético e contribuírem para perda de sais minerais e desidratação, as bebidas alcoólicas também devem ser cortadas ou ter o respectivo consumo reduzido. Outro ponto importante é tomar cuidado com o excesso de sal nas saladas e verduras”, finaliza.

Fonte: Cyntia Maureen, nutricionista.

 

 

9722_01_A_810x400px_Banner-Mobile_Escolas-do-bem_Nutrifam

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s