Montar um cardápio com menos doces e salgadinhos é fundamental para que a criança cresça com saúde

Criança no mercado é garantia de colocar no carrinho pelo menos uma guloseima. Chocolate, bala, chiclete e bolacha são as mais pedidas pelos filhos, segundo pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Instituto Alana. A maioria dos pais que participaram do estudo mostrou preocupação com a alimentação saudável dos filhos, que tinham entre 3 e 11 anos. No entanto, 7 em cada 10 entrevistados admitiram serem influenciados pelas crianças na hora da compra.

O poder que as crianças têm na hora de levar certos produtos para casa pode trazer prejuízos para a saúde. Segundo dados da pesquisa, bolachas (82%), refrigerantes (70%) e salgadinhos (64%) são os alimentos industrializados mais consumidos durante a semana. O problema é o exagero, que pode causar deficiências nutricionais e problemas graves como diabetes e colesterol alto. Parece difícil, mas é possível reeducar o cardápio dos filhos, e o primeiro passo é os pais prestarem atenção ao próprio prato.

 

Para o nutrólogo e pediatra Mauro Fisberg, professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), a família é o modelo que a criança segue. Assim, se fast food e produtos industrializados forem rotina em casa, fica difícil evitar o consumo desses alimentos prejudiciais à saúde pelos pequenos. “A ingestão frequente desses alimentos pode causar inúmeros malefícios à criança, como baixo peso, falta de atenção, desenvolvimento lento e deficiência de nutrientes. Excessos cometidos na infância também estão relacionados à obesidade e a doenças crônicas, como a hipertensão, no futuro”, explica.

Os pais devem elaborar um cardápio saudável para a família inteira, acrescentando frutas, legumes, verduras, laticínios e cereais integrais, que concentram nutrientes fundamentais para o crescimento dos filhos. Quando esse tipo de alimento é apresentado à criança desde cedo, ela se acostuma naturalmente a comer de forma saudável.

 

Texto Marisa Sei

Fontes: Angela Maria Freitas Coan é nutricionista especialista em alimentação escolar e educação alimentar infantil;
Mauro Fisberg é nutrólogo e pediatra, professor da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo);
Maximo Asinelli é médico nutrólogo e membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

 

 

9722_01_A_810x400px_Banner-Mobile_Escolas-do-bem_Nutrifam

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s