A formação do vínculo entre a mãe e o bebê começa na gestação

O estabelecimento do vínculo afetivo entre mãe e filho vai além do momento do nascimento. Ele começa bem antes, com o bebê ainda no útero. Especialistas garantem que essa relação de troca ocorre desde os primeiros meses da gestação, uma vez que o feto dispõe de seus órgãos dos sentidos em formação (táteis, auditivos, gustativos e até dolorosos), o que favorece uma constante troca.

Daí a importância de os pais interagirem com os bebês ainda na barriga, para que esse vínculo se mantenha também depois do nascimento.

Para o pediatra Rodrigo Zukauskas, “ao nascer, os bebês já enxergam e reconhecem o rosto humano, escutam e reconhecem a voz de seus pais. A criança traz nove meses de experiências que se estabeleceram entre ela e o mundo, intermediada por sua mãe. Ao ver seu bebê, a mãe transcende, se enxerga naquele novo ser, tudo se transforma em uma unidade mãe e bebê”.

Porém, o especialista garante que se o bebê é separado da mãe e passa por procedimentos, muitas vezes desnecessários e estressantes logo nos primeiros minutos de vida, este novo ser já vivência uma sensação de abandono, medo e violência.

Fonte: Rodrigo Zukauskas, pediatra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s