Unhas encravadas também afetam crianças

O problema pode ocorrer por cortes irregulares na unha ou por uso de meias e sapatos apertados. Em casos graves, pode causar infecções bacterianas. Para evitar o problema, o dermatologista Fernando Passos de Freitas dá algumas dicas:

1- Se o bebê não fica tranquilo durante o corte das unhas, vá acostumando-o aos poucos, cortando-as enquanto ele está distraído com alguma coisa, ou no sono pesado, por exemplo;

2- Escolha tesourinhas pequenas de bico redondo, pois os cortadores de unha não são aconselháveis para bebês;

3- Corte as unhas do pé em formato quadrado, com os cantos laterais visíveis;

4- Preste atenção aos sapatos da criança, que não devem ter bico fino nem apertar nos dedos.

Se a unha já estiver encravada, verifique se não há infecção bacteriana, que apresenta pus e febre e necessita de cuidados médicos. “Caso a pele esteja apenas inflamada, o problema pode ser resolvido com métodos caseiros”, afirma Fernando. Nesses casos, o aconselhável é molhar os pés do bebê em água morna com sabão, aplicar um creme antibiótico e, quando o dedinho estiver menos sensível, levantar com cuidado a unha para extrair a cutícula.

Fonte: Fernando Passos de Freitas, dermatologista. 

 

 

810x400 instituto infancia-app3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s