Conheça os hábitos que atrapalham na hora de dormir

Boas noites de sono são indispensáveis para a qualidade de vida da família toda. “Quando uma pessoa dorme mal, pode apresentar dificuldade de concentração, aprendizado, lapsos de memória, irritabilidade, mau humor e redução de reflexos. Cronicamente, noite maldormida pode trazer danos irreversíveis à saúde, como doenças cardiovasculares e até doenças degenerativas”, avisa o neurologista Leandro Teles. Ou seja, para ter disposição para trabalhar, estudar ou brincar no dia seguinte, é preciso dormir bem! Confira, a seguir, cinco hábitos que interferem na qualidade do descanso, não só o das crianças, mas dos adultos também.

1- Guloseimas: fast food, sorvete e outros alimentos gordurosos podem gerar desconfortos no estômago, que precisa de mais esforço para digeri-los, dificultando o sono. O ideal é um jantar leve, evitando excesso de líquidos, que podem dar refluxo e causar necessidade de idas noturnas ao banheiro.

2- Televisão até tarde: evite deixar o aparelho ligado até pegar no sono, pois a luz que ele emite inibe a liberação da melatonina, o hormônio do sono, sinalizando ao cérebro que não é hora de dormir. O ruído também estimula o cérebro, tornando o sono superficial. Ver um pouco de TV antes de dormir pode, mas prefira programas tranquilos, deixe a iluminação ambiente reduzida e o som baixo, e sempre a desligue ou coloque em desligamento automático antes de adormecer.

3- Uso de computadores, tablets e smartphones: “São equipamentos de uso mais próximo ao rosto e de iluminação intensa. Além disso, a interação com eles é ativa, o que dificulta muito as pessoas a adormecerem”, explica Leandro. Jogos, redes sociais, e-mails e vídeos despertam a atenção. Portanto, é preciso desconectar-se de tudo pelo menos 45 minutos antes do horário desejado de dormir.

4- Ingestão de cafeína após as 18 horas: café, chá-mate, chá-preto, refrigerantes de cola e chocolate são alimentos que contêm alta quantidade da substância. Evite consumi-los à noite, pois a cafeína age como energético, deixando a mente alerta.

5- Ambiente desfavorável: quarto bagunçado, barulho, temperatura inadequada… Tudo isso atrapalha um sono de qualidade. Preste atenção à qualidade e à limpeza de travesseiros e roupas de cama. Mantenha o quarto arejado, sem fortes odores, limpo e confortável.

Caso o sono não seja reparador mesmo tomando todos os cuidados, o neurologista indica procurar um médico para investigar as causas, que podem ser estresse, ansiedade ou insônia crônica, por exemplo. Crianças também podem apresentar distúrbios do sono, por isso é fundamental prestar atenção ao sono delas. O ideal é nunca se automedicar. Chás durante a noite, como o de camomila, valeriana e erva-cidreira podem ajudar a acalmar e preparar o corpo para o sono.

Fonte: Leandro Teles, neurologista.

 

810x400 instituto infancia-app3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s