Infância interrompida: saiba como reconhecer a puberdade precoce

As crianças estão entrando na puberdade cada vez mais cedo. Estudos apontam que atualmente esse processo de transformação tem ocorrido dois anos antes do que o normal, que seria de 8 a 13 anos. Por isso, temos a sensação de que a infância anda muito mais curta para nossos pequenos.

“Pesquisas mostram que a soma de vários fatores, como exposição maior a produtos químicos, consumo de alimentos processados e acúmulo precoce de gordura, pode levar à maturação biológica precoce, pois esses elementos funcionariam como hormônios no metabolismo da criança. A exposição prolongada à luz artificial e o apelo sexual intenso através da televisão, revistas e internet também estão relacionados”, explica a médica ginecologista e obstetra Erica Mantelli.

 

Causas

Segundo a pediatra e endocrinologista pediátrica Adriana Beletato dos Santos Balancieri, a puberdade precoce pode ser de origem central ou periférica. “A puberdade precoce central ocorre quando há uma alteração na secreção do hormônio liberador das gonadotrofinas (GnRH), que é produzido em uma região específica do cérebro, o hipotálamo, levando assim a uma ativação do eixo hormonal hipotálamo-hipófise-gônadas. Na puberdade de origem periférica não há alteração do eixo hipofisário, mas um aumento dos níveis de estrogênio ou testosterona, que atuam diretamente estimulando as gônadas”.

Nas meninas, predomina a puberdade precoce de origem central de causa idiopática, ou seja, sem uma causa conhecida. Sabe-se que as meninas com baixo peso ao nascimento, adotadas, obesas ou expostas a substâncias químicas que alteram os estrogênios apresentam um risco de 10 a 20 vezes maior para desenvolver puberdade precoce. “Outras causas menos frequentes são tumores do sistema nervoso central, principalmente o hamartoma e tumores de ovário”, destaca Adriana.

Em relação aos meninos, mais de 50% dos casos apresentam uma causa orgânica, principalmente tumores do sistema nervoso central e testículos, sendo que todos devem ser extensamente investigados.

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado através da história clínica, exame físico e exames complementares. “Dentre os exames complementares nós temos os hormonais e os exames de imagens como: radiografia de idade óssea, ultrassonografia, tomografia e ressonância nuclear magnética de crânio. É importante salientar que o diagnóstico é individualizado e os exames são direcionados conforme cada caso”, salienta Adriana.

Confirmada a situação, como os pais devem proceder? Erica Mantelli diz que nem sempre é necessário o uso de medicamentos. “Algumas vezes, é preciso apenas fazer acompanhamento médico periódico. A criança também deve receber suporte psicológico para que essas transformações antes da hora não sejam motivo de constrangimento e trauma devido à diferença dos colegas da mesma idade.

Em situações em que há uma aceleração importante da idade óssea, a criança pode ter seu crescimento interrompido, com a estatura final prejudicada. Para evitar que sejam adultos muito baixos, existem medicamentos hormonais para bloquear esse desenvolvimento precoce e garantir melhor crescimento. Se a causa for a presença de tumores, a criança deve ser encaminhada para cirurgia e tratamento medicamentoso.

Saiba como reconhecer os sinais

Nas meninas antes dos 8 anos:

– aparecimento de pelos pubianos
– aparecimento de pelos axilares
– desenvolvimento das mamas
– aumento da velocidade de crescimento
– primeira menstruação

Nos meninos antes dos 9 anos:

– aparecimento de pelos pubianos
– aparecimento de pelos axilares
– aumento dos testículos
– odor axilar
– alteração do comportamento com tendência a agressividade
– crescimento acelerado
– espinhas
– alteração no timbre de voz

 

 

Texto de Rose Araujo

Fontes: Dra. Erica Mantelli, ginecologista e obstetra, pós-graduanda em Sexologia pela Universidade de São Paulo (USP);
Dra. Adriana Beletato dos Santos Balancieri, pediatra e endocrinologista pediátrica, professora da área de Pediatria do Departamento de Medicina da Universidade Estadual de Maringá (PR).

 

 

rota uniformes

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s