Insônia também é coisa de criança

Pelo menos 25% das crianças dorme menos do que deveria, segundo pesquisa divulgada pela Associação Mundial de Medicina do Sono. Entre os problemas mais comuns que prejudicam as noites na infância estão o sonambulismo (andar pela casa dormindo), o terror noturno (a criança grita assustada, mas quando acorda não se lembra de nada), a apneia do sono (paradas respiratórias geralmente por questões físicas, como adenoides) e os pesadelos.

Para garantir os bons sonhos dos pequenos, os pais devem ficar atentos às mudanças de comportamento. “Irritabilidade excessiva, choro sem causa aparente e piora no desempenho escolar podem ser sinais de falta de sono”, explica o pediatra Moises Chencinski.

Mesmo enquanto a criançada dorme, é possível observar a qualidade do sono. “É interessante observar, em algumas situações, se há agitação física, se a criança fala enquanto dorme, se é sonâmbula, se ronca. Só observar, sem interferir. Esses dados devem ser informados ao pediatra, que pesquisará a melhor situação e dará os encaminhamentos necessários para resolver o quadro”, ensina o pediatra.

Fonte: Moises Chencinski, pediatra.

 

810x400 instituto infancia-app3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s