Conheça os fatores que podem prejudicar a autoestima das crianças

A personalidade de uma criança começa a ser formada nos primeiros sete anos de vida, e os pais são os principais responsáveis em estimular o filho a se reconhecer, incentivar independência e também, encorajar os pequenos sucessos para que ele comece a criar a sua autoestima. Muitas vezes as crianças confiam no que os pais dizem e tomam suas falas como verdade. Nesse momento, a família precisam saber identificar o que dizer perto do pequeno para que futuramente não afete na personalidade da criança.

As palavras negativas ouvidas na infância ainda ficam piores quando ditas ao filho com tom agressivo, geralmente falada no calor da raiva. É preciso que os pais tenham consciência de que isso pode refletir na personalidade e caráter da criança.

Segundo a psicóloga Valéria Ribeiro, “frases como: ‘Você não presta!’, ‘Você é inútil!’ e palavras respeitosas como: gorda, miserável e desgraçado, fazem com que a criança absorva e se torne um adolescente problemático e um adulto espelho do que ouviu dos pais, levando o problema até mesmo por gerações”, explica.

A especialista ainda ressalta que “essas palavras e frases negativas contribuem para que a criança ou adolescente crie instabilidade emocional, inseguranças, falta de confiança em si própria, pois isso destrói a sua estima”. O resultado é um processo de cobranças e acusações que esconde o verdadeiro desejo de ambos: sentir-se amado pelo outro.

Fonte: Valéria Ribeiro é psicóloga, especialista em desenvolvimento pessoal e coach familiar.

 

 

 

 

 

 

Anúncios