Seis causas da amamentação dolorida

A amamentação deveria proporcionar prazer por muitos meses às mães e aos bebês. Nunca deveria doer – a dor é um aviso de que algo está errado. Se não for agradável para a mãe, não será para o bebê. Por isso é bom buscar ajuda logo. Com uma boa orientação, a dor passará e logo você conseguirá gostar de amamentar.

Apesar de ser muito comentado pelas mães, não há comprovação de que a amamentação sempre dói no início e que os mamilos precisam se fortalecer. Os mamilos devem ser sensíveis para que o cérebro possa liberar hormônios que provocam a saída do leite, sem danos para eles. É preciso sentir-se à vontade para deixar os seios maleáveis o bastante para que o bebê consiga pegá-los e fazer o leite fluir com facilidade.

Se os mamilos ficarem doloridos durante a amamentação, talvez o bebê não esteja pegando direito o peito. Examine os mamilos depois que a criança parar de mamar – a forma deles deverá ser a mesma de antes. Se estiverem amassados, salientes, irritados ou com bolhas, o bebê precisa pegá-los melhor da próxima vez ou eles poderão rachar e sangrar. É importante buscar ajuda rapidamente.

Causas da amamentação dolorida

  • Seios intumescidos – A retenção temporária de líquidos (que ocorre no final da gravidez ou no parto) ou a turgidez (quando o leite aumenta poucos dias antes do parto) podem dificultar ao bebê pegar o peito;
  • Mamilos grandes ou invertidos – O formato do seu mamilo pode ser genético ou apenas provocado por um edema temporário. Talvez precise de ajuda especializada até q seu bebê consiga pegar o peito;
  • O bebê não abre bastante a boca – O bebê pode não abrir bem a boca e não conseguir pegar direito o peito, o que é comum depois de um um parto difícil;
  • Posição do bebê – O bebê pode não estar posicionado perto o bastante do seu seio. Os reflexos para mamar podem estar reduzidos e ele pode apertar ou esfregar seu mamilo. o mamilo sofrerá o atrito com a parte mais dura da boca do bebê;
  • Obstrução ou mastite – É vital que todas as partes do seio sejam bem esvaziadas. Qualquer retenção pode provocar uma amamentação dolorosa e muitos outros problemas;
  • Língua presa – Se o bebê tiver um freio da língua curto, pode não conseguir estirá-la o bastante para pegar o peito. Talvez seja preciso fazer uma pequena intervenção para soltá-lo Procure a opinião de um especialista.

Fonte: Livro “A bíblia do bebê”.

Anúncios