Saiba como influenciar seu filho a comer bem

Quais pais nunca sonharam em ver os filhos fazendo uma refeição sem deixar de lado as verduras, legumes e frutas? A alimentação saudável na infância é um dos fatores que mais preocupa os pais e especialistas atualmente. Estima-se que 7,3% das crianças menores de cinco anos estão acima do peso, segundo relatório Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) divulgado no início deste ano.

E é justamente na infância que se aprende a “comer bem” ou a “comer mal”. E tudo depende da educação e do exemplo dado pelos pais e responsáveis. “De nada adianta pedir para seu filho comer banana, maçã, ameixa se o próprio adulto não inclui frutas na própria alimentação. O exemplo é a melhor maneira de ensinar”, explica Stephanie Fontanari, nutricionista e consultora da Netfarma.

Um dos erros mais comuns é esse: pedir ao filho para comer brócolis mas estar com o próprio prato sem verduras ou legumes. Outro erro é a imposição. “Obrigar a criança a comer determinado alimento, principalmente quando ela não está com fome, só atrapalha. A chance de ela associar a alimentação a algo negativo é grande”, alerta. Recompensar com doces ou guloseimas só para fazer a criança comer o que é saudável tampouco é solução.

Não saber impor limites também pode atrapalhar a relação da criança com a comida. É preciso explicar ao filho a hora certa de comer e a hora de parar de comer também. Prato cheio não é sinônimo de saúde. A quantidade de comida deve ser adequada à faixa etária e necessidade de cada criança.

Fonte: Stephanie Fontanari, nutricionista e consultora da Netfarma.

 

9722_01_A_810x400px_Banner-Mobile_Escolas-do-bem_Nutrifam

Anúncios