Crianças com sono regulado aprendem mais e melhor

É durante o sono que a criança vai recarregar a energia para brincar, explorar, aprender. Para que as noites sejam tranquilas e reparadoras, nada melhor que estabelecer uma rotina para dormir, com horários pré-estabelecidos. E essa disciplina é capaz de melhorar o desenvolvimento físico e mental da criançada, já que a qualidade do sono interfere em todo o organismo.

“O GH, hormônio do crescimento, por exemplo, tem maior liberação na fase do sono. Se a criança tem dificuldades para dormir, essa liberação pode ser prejudicada”, destaca o pediatra Moises Chencinski .

O momento de ir para a cama é um “drama” com as crianças, seu filho chora, esperneia, faz birra na hora de dormir? Nesses casos, a psicopedagoga Lidiane Souza indica sempre o diálogo. “Se a rotina for feita junto com a criança, fica mais fácil para ela perceber a necessidade de cumpri-la. É importante que a hora de dormir se torne um ritual com passos a serem seguidos, que funcionam como dicas de que está chegando a hora de ir para a cama. Assim, é como se a criança recebesse a notícia aos poucos”, explica.

Torne o horário de dormir agradável: vale qualquer atividade tranquila que estimule o relaxamento; o que não é indicado é tentar cansar a criança. “Há situações em que os pais brincam muito com os filhos, imaginando que eles adormecerão com mais facilidade, mas isso na maior parte das vezes não ocorre. Eles ficam mais agitados quando brincam e, depois, tentar acalmá-los é um trabalho mais difícil”, diz Moises. O pediatra indica um banho; contar uma ou, no máximo, duas historinhas; pôr uma música lenta. Computador, televisão e videogame agitam a criançada e devem ser evitados próximos ao horário de dormir.

De vez em quando, não há problemas em abrir uma exceção para que a criança vá dormir um pouco mais tarde, como em festas em casa. “Entretanto, o ideal é não mudar a rotina para tudo de diferente que acontece. Se ela precisa ser modificada a todo instante, a família precisa avaliar se foi realmente bem feita, sem exageros, ou se a própria família está tendo dificuldades em seguir o que foi estipulado. Em geral, se bem trabalhada, a rotina ajuda a disciplinar, a trabalhar a responsabilidade e a organização. Com isso, a tendência é percebermos uma melhora significativa no comportamento”, ensina a psicopedagoga.

 

 

Fontes
Lidiane Souza é psicopedagoga e diretora do Núcleo de Desenvolvimento da Aprendizagem Tutoria, em Niterói (RJ)

Moises Chencinski é médico pediatra e homeopata. Site: http://www.doutormoises.com.br

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s