Cinco dicas para realizar exercícios físicos seguros na gravidez

 

O principal objetivo pelo qual muitas gestantes procuram a prática de atividade física nesse período é manter-se em forma. Ótima notícia é que além de cumprir com esse papel, os exercícios ainda trazem muitos outros benefícios.

“Melhoram a autoestima, diminuem o estresse e a ansiedade, mantêm e melhoram o condicionamento físico, diminuem as chances de diabetes gestacional e eclâmpsia e ajudam na recuperação pós-parto”, lista a personal trainer Roberta Sakamoto.

As vantagens se estendem à saúde dos bebês: segundo um estudo da Universidade de Montreal, no Canadá, grávidas ativas têm filhos com cérebros mais desenvolvidos do que as sedentárias.

Todas as gestantes, sejam as que queiram iniciar ou as que desejam manter uma atividade física, devem ter autorização do médico. “É preciso fazer uma avaliação da capacidade cardiovascular, a fim de se estabelecer qual a carga de exercício a que a gestante pode ser submetida sem implicação para a saúde do bebê”, avisa o ginecologista e obstetra Jurandir Passos.

Depois, é importante procurar um profissional capacitado da área de educação física, que deve acompanhar a prática do início ao fim. “Ele se preocupará em trabalhar com a maior segurança para a gestante e para o bebê”, diz Roberta, que ainda destaca a necessidade de se monitorar a frequência cardíaca da praticante.

Agora, veja algumas dicas para uma atividade segura na gravidez!

– Evite praticar mais do que 50 minutos seguidos de exercícios físicos. Estudos mostram que após esse tempo há queda de glicemia materna, o que pode gerar mal-estar durante a realização do exercício.

– Procure por academias ou estúdios que ofereçam programas específicos para gestantes. Nesses locais, os profissionais estão preparados e acostumados a lidar com casos especiais.

– Se optar por praticar alguma atividade sozinha, a caminhada é a mais indicada, desde que em locais seguros, sem obstáculos.

– Na academia, alguns exercícios devem ser substituídos – converse com o instrutor! Abdominais na posição deitada, por exemplo, podem causar desconfortos e outras posições que fortaleçam os músculos da região devem ser adotadas.

– O Pilates é uma das técnicas mais indicadas para grávidas, pois ajuda a fortalecer o assoalho pélvico, o que evita a incontinência urinária e colabora com o parto normal.

Fontes: Jurandir Passos é ginecologista e obstetra do Lavoisier Medicina Diagnóstica; Roberta Sakamoto Contesini Facchim é personal trainer.

Este conteúdo é compartilhado pelo Programa Escolas do Bem, do Instituto Noa.

Leia também:

Por que os pés das mulheres incham durante a gravidez?

Exercícios físicos podem ser feitos durante o período de amamentação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s